Pesquisando entre Membros e Congregados da igreja, neste mês chegamos a seu nome, entre alguns outros, como DIGNOS PROFISSIONAIS que têm sido exemplarmente responsáveis com o serviço que prestam à população. Parabéns. Leia algumas sugestões que lhe damos agora.


Do seu e de outros nomes, é que chegaremos aos INFLUENTES em nossa cidade, para este ano.
.
.
.
.
.

CURRÍCULO, GENTE… CUIDADO COM O CURRÍCULO!



Marcelo Ribeiro de AlmeidaCarreira, Emprego, Mercado
AGRADEÇA AO AUTORCOMPARTILHE!Twitter Facebook Google+ LinkedIn


Ainda lembro do dia em que fiz meu primeiro currículo, há 25 anos atrás.

Comprei um formulário padrão em uma banca de jornal… E preenchi à mão!

Quanta coisa mudou, desde então.

Mudou a forma de fazer currículo… Mudou a forma de enviar currículo… Mas interessante notar que este mesmo modelo de currículo ainda é vendido em bancas de jornal.

Meu currículo mudou muito ao longo do tempo. A forma de exibir as informações mudou. Muitas coisas foram acrescentadas e outras, deletadas. Ele já me deu muitas alegrias, e já choramos muito juntos. Meu currículo é meu parceiro e meu amigo. Ele também é meu pai, meu professor, meu fã e meu maior crítico!



Currículo também pode ser entendido por curriculum ou CV (Curriculum Vitae, que significa trajetória de vida).

Em tempos de crise econômica, os sentidos e as virtudes precisam ser ampliadas. Vou repetir o que já afirmei em outros artigos: “Existem inúmeros bons profissionais, que simplesmente não sabem vender seus serviços. Não sabem se apresentar e não sabem se expressar”. É assustador perceber que profissionais estão desempregados por causa de currículos mal feitos!

Os estudiosos afirmam que as relações trabalhistas vão mudar bastante em comparação aos modelos que temos atualmente. No futuro, nos tornaremos prestadores de serviços e nosso currículo será o nosso RP (relações públicas) e o nosso melhor vendedor.


Currículo é muito mais do que um cartão de visitas. Ele vende sua imagem e desperta no recrutador o interesse em te convocar para uma entrevista.

É raro, muito raro, uma nova contratação ser realizada utilizando apenas o currículo. É o currículo que vai despertar o interesse do selecionador/entrevistador para conhecer melhor o candidato ou tirar dúvidas.

Se você foi convidado para uma entrevista, então você está 70% aprovado para o posto de trabalho em aberto (não gosto do termo “vaga”, pois parece que qualquer um pode preencher, o que não é verdade). É necessário avaliar sua dicção, redação, habilidades ou aptidões. Sua formação acadêmica, qualificações e experiência, o elegem para vencer a disputa, porém, ainda não acabou, e você vai precisar se destacar em relação aos outros candidatos.

O currículo não é um fim, mas um meio. Uma real oportunidade profissional é a soma de 3 coisas: Um posto de trabalho em aberto + um profissional com o perfil correto + um currículo atualizado. Perceba que, se retirarmos um desses elementos, o resultado será diferente do desejado. De que adianta encontrar Bill Gates na rua e não poder lhe entregar meu currículo?

Em geral, o recrutador/entrevistador tem apenas 30 segundos a 1 minuto para ler seu currículo, portanto, existe uma linha de entendimento e assimilação de informações. Segue o procedimento e algumas dicas úteis para favorecer seu currículo:

1) Quem é você? Destaque para seu nome. Informe apenas a sua idade, estado civil e cidade onde mora. O número de telefone precisa ter sempre alguém disponível para atender. Caso alguém te ligue e ninguém atenda, ligarão para o próximo na fila!

2) Qual seu objetivo? Um ditado antigo diz: “Barco sem rumo não tem vento à favor”. Informe seu objetivo profissional, ou seja, qual cargo e função trabalha atualmente, ou deseja trabalhar. Isso vai ajudar o recrutador a identificar perfis que podem ocupar posições futuras.

3) O que você sabe fazer? Nesse campo serão listadas suas qualificações, ou seja, o que você sabe fazer que pode ser aproveitado em uma empresa! Se você acha que nesse campo deve declarar sua escolaridade, se engana! Um instrutor de pesca pode ser muito útil para uma fazenda de “pesque-e-pague”, mas nada se aproveitará de sua formação acadêmica: Astronomia.

4) O que você tem feito e por onde tem andado? Aqui será listada sua experiência profissional, ou seja, como você transformou suas qualificações em dinheiro!

5) Onde você estudou? Alguns podem acreditar que cursar universidades conceituadas fará diferença na hora da contratação. Sim, até fará, mas somente se a oportunidade de trabalho assim demandar, e isso significa pagar salários mais elevados. Entenda que, a melhor faculdade do mundo é a que você fez ou faz atualmente! Relate com orgulho sua formação acadêmica, seus projetos de estudo, sua monografia, a carga horária e ano de conclusão!

Assista muitos cursos! Muitos cursos! Isso é ótimo para a mente e para a alma! Dê preferência para cursos que te dão um certificado, sejam cursos pagos ou gratuitos! Mostre para o recrutador/entrevistador que você está em constante atualização, sempre com desejo de aprender mais para servir melhor! Geralmente, os cursos que assistimos, mesmo a formação acadêmica (cursos técnicos e graduação superior) tem muita utilidade na hora de buscar recolocação, ou seja, no momento em que estamos desempregados. Conclusão: Devemos estudar para conseguir emprego mais rapidamente.

Um diferencial muito importante é o trabalho voluntário/solidário. Se não sabe o que é isso, então recomendo você se envolver em uma atividade da sua rua ou bairro. Você pode organizar um plantio de árvores na sua rua, reformar a escola pública do bairro, dar aulas para a terceira idade ou então se envolver em atividades mais sérias, como o programa dos escoteiros. Isso tudo mostra que você é um profissional engajado e comprometido com a modificação do seu redor e a melhoria de vida do seu próximo. Qual empresa não vai querer contratar um profissional com essa mentalidade?


O seu status profissional atual, está diretamente associado à forma como você trata seu currículo e ao que você faz para melhorá-lo!

A minha fórmula de sucesso é simples: O que eu quero que apareça no meu currículo? Quais cursos e habilidades vão deixar meu currículo mais atraente? Quais empresas quero que apareçam no campo “Experiência Profissional”? Essa deve ser a tônica ao lidar com o assunto currículo: Melhoria constante.
Dicas básicas
Quem deve ter um currículo? Todos os profissionais! Sejam eles empregados, desempregados ou estudantes. Você sabia que até mesmo empresas tem seus currículos? Se chama portfólio! – Seu currículo deve ter uma página apenas. Não importa se você é um médico, estudante ou cientista. Se realmente precisar de uma segunda página, então que seja na mesma folha! Currículos online podem ser completos.
Se o currículo é a trajetória de vida, então tudo sobre nossa vida deve estar descrito nele. Muitos estudantes acreditam que, como nunca trabalharam, então não precisam fazer um currículo. Agora imagine um candidato ao primeiro emprego, com um currículo recheado de trabalhos voluntários, projetos de estudo, hobbies e outras atividades? As empresas estão sim, interessadas no que os candidatos fazem após o horário do expediente. Nesse caso, marca mais pontos aquele que descreve atividades que envolvam pessoas, como passeios em shoppings, cinema, teatro, museus, praia, etc. Ao invés de video-games, coleções, leitura de livros, etc. Isso pode parecer que você é um alienado ou anti-social.
Nunca, mas nunca, seja neste mundo, no planeta Kripton ou em Tatatooine, permita que seu currículo tenha erros de Português, sejam eles de semântica, ortografia ou gramática. Deixe que outras pessoas façam uma revisão em seu currículo, de preferência uma pessoa que goste muito do Português, como um professor ou um profissional mais experiente. O que mais me doeu no coração foi testemunhar os currículos de bons candidatos sendo descartadas (isso mesmo, naquela latinha de lixo parecida com a lixeira do Windows), por causa de erros grosseiros de Português. O motivo é muito simples: se um profissional não tem carinho e esmero com seu currículo, tampouco terá com sua nova função.
Tenha sempre seu currículo atualizado em vários formatos (txt, doc, pdf e odt) e traduzido para o Inglês. Carregue-os em um pen drive, no smartphone, drive virtual, na sua conta de email e até mesmo impresso. Acredite em mim, um dia você vai precisar!
Não use fontes pequenas. Não coloque datas e não divulgue números de documentos. Se você tem passaporte e carteira de habilitação, então isso deverá ser informado. Esteja disponível para viagens!
Dicas avançadas
Ao encontrar uma oportunidade de trabalho, envie um currículo adaptado ao perfil desejado. É necessário listar apenas a experiência profissional relacionada e mudar o campo “Objetivo” para o mesmo do posto anunciado.
Desperte a curiosidade no recrutador/entrevistador. Não descreva todas as atividades realizadas. Se sua idade ou estado civil te causam incômodo, então omita! Deixe seu profissionalismo e realizações falarem mais alto!
No campo “Experiência Profissional”, registre os projetos por onde atuou, de preferência citando alguns números. Entrevistadores e gerentes adoram números! – Ao traduzir seu currículo, tenha certeza que a tradução está correta. Às vezes, é melhor pagar um tradutor, antes de entregar seu currículo para um xeique de Abu Dhabi!
Cai muito bem uma experiência internacional, mesmo que a passeio!
Diferencial! Busque ter um diferencial no seu currículo. Se não tem um diferencial, então comece sendo diferente.

Esqueci algo importante? Você tem alguma dica valiosa!? Poste nos comentários.

Conforme foi dito antes, o currículo tem como objetivo te levar à uma entrevista. Como você deve se comportar em uma entrevista? Isso falaremos em outro artigo.

Quer receber um modelo de currículo conforme descrito neste artigo? Basta me pedir pelo email neonrj@hotmail.com

Sucesso pra todos nós!


https://www.profissionaisti.com.br/2016/09/curriculo-gente-cuidado-com-o-curriculo/